Centro trinta e duas escolas estaduais de 29 cidades representadas pelo deputado Romanelli (PSB) na Assembleia Legislativa receberam nesta quarta-feira, 6, conjuntos que incluem climatizadores, mobiliários, refrigeradores e utensílios que serão utilizados nas salas de aula, laboratórios, cantinas e refeitórios dos estabelecimentos de ensino.

“Isso significa mais qualidade de ensino nas escolas paranaenses. Os climatizadores serão instalados nas salas de aula para mitigar o calor nas cidades com temperaturas elevadas. Também serão entregues refrigeradores, mesas de laboratório e leitura, escrivaninhas, conjuntos para refeitórios, banquetas altas, mesas de bufê e utensílios (canecas, colheres, garfos, facas e pratos)”, disse Romanelli.

As cidades atendidas por Romanelli são das regiões do Norte Pioneiro, Noroeste, Centro-Sul e região metropolitana de Curitiba. Em Abatiá serão atendidas três escolas, Arapoti (7), Assaí (4), Bandeirantes (10), Cambará (6), Carlópolis (3), Colombo (26), Colorado (3), Congonhinhas (3), Cornélio Procópio (12), Guapirama (1), Itambaracá (3), Japira (1), Joaquim Távora (4), Jundiaí do Sul (2), Moreira Sales (3), Piraí do Sul (6), Primeiro de Maio (2), Quatiguá (1), Querência do Norte (3), Santa Cecília do Pavão (2), Santa Cruz do Monte Castelo (4), Santa Mônica (1), Santana do Itararé (1), Santo Antônio da Platina (9), São José da Boa Vista (3), Sapopema (3), Sertaneja (3) e Uraí (3).

Climatizadores

O governador Ratinho Junior adiantou que os recursos serão disponibilizados pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar) e parte dos equipamentos será entregue ainda este ano. “Alunos e professores merecem espaços mais equipados para desenvolverem suas competências”.

Ratinho Junior acrescentou que os climatizadores serão instalados a partir de janeiro de 2020. “Muitas vezes os alunos e os professores não têm bons desempenhos por causa do calor excessivo, por isso da necessidade de investir em climatização”.

Serão adquiridos 2.790 climatizadores para contribuir na refrigeração de cerca de 1,5 mil salas de aula de 170 escolas em 75 cidades. Eles consomem pouca energia, resfriam o ar de acordo com a umidade do local, não tem impacto significativo no meio ambiente e demandam pouca manutenção. Os investimentos somam R$ 12 milhões nesta rubrica.

“Recebemos demandas ao longo de todo o ano e classificamos todas elas. A liberação de recursos desta quarta atende escolas dos 399 municípios do Paraná. Os alunos, os professores e toda a comunidade precisam de estímulos para permanecer na escola”, disse o presidente da Fundepar, José Maria Ferreira.

Equipamentos

Serão adquiridas ainda 560 mil unidades de utensílios em inox (garfos, facas, colheres, canecas e pratos), mil refrigeradores para conservação de alimentos perecíveis e 5,1 mil conjuntos para refeitórios (mesa e cadeiras). “Nós nunca havíamos adquirido facas. Os alunos de 16 e 17 anos comiam apenas com garfos, criando hábitos nada saudáveis do ponto de vista social. Isso é promoção de cidadania na educação”, acrescentou Ferreira.

Também serão comprados 160 aparelhos de bufê para manter aquecidas as refeições nas escolas que ofertam educação em tempo integral – quinze escolas da rede estadual vão ser exclusivamente de Educação em Tempo Integral em 2020.

Os recursos da Fundepar ainda permitirão a aquisição de 3,9 mil mesas para ambientes administrativos, bibliotecas e laboratórios de informática e mais mil banquetas para laboratórios de química, física e biologia.

Deixe um comentário