fbpx

24724924849_e978a20350_zSr. Presidente, Sras. Deputadas, Srs. Deputados, ouvi, mais uma vez, o Deputado Nereu Moura, Líder do meu Partido, PMDB, ir à tribuna com o discurso de o melhor está por vir. Às vezes acho, Deputado Nereu, que para certas mágoas não tem remédio, e percebo que V.Ex.a. pegou esse relatório de prestação de contas, porque isso aqui não é revista de propaganda, aqui não tem propaganda de ninguém; aqui tem relatos, objetivos de ações governamentais. Certamente o senhor não gosta do que está escrito aqui. Por quê? Porque isso aqui é uma prestação de contas para quem, de forma isenta, analisa a ação de Governo. O povo tem direito e o Governo tem obrigação de prestar contas do que faz, como fez através de um relatório que enviou a esta Casa de Leis. Esta revista, este documento que mostra o que é o Paraná, não é documento de propaganda do Governador Beto Richa. Aqui não tem fotografia do Governador Beto Richa, não tem fotografia dos Secretários de Estado, não tem fotografia de ninguém que não sejam os protagonistas da construção deste Estado, que é o povo paranaense, que são os servidores públicos, que são as ações que estão sendo empreendidas nas mais diversas áreas.

Isso aqui é para contar um pouco do que é a riqueza, a diversidade do povo paranaense e das ações governamentais, porque para o orçamento que temos este ano, de 54 bilhões e meio de reais, vamos ter grande parte desses recursos – se conseguirmos, é claro, por conta desta crise econômica – viabilizarmos a receita prevista, porque olhem, reconheçamos, o País está desmanchando. O senhor fala, Deputado Nereu Moura, como se não vivesse no Brasil, como se o senhor estivesse vivendo na Alemanha, que talvez seja dos países, hoje, o único estruturado, porque até a economia americana, que está saindo da recessão, já está com indicativos negativos novamente. A própria China desacelerou o crescimento; a França está numa profunda recessão, como estão a Grécia e outros países.

24796944750_2fb137e88d_zO fato é que o Brasil e as empresas paranaenses estão demitindo em massa seus servidores, seus empregados, seus trabalhadores, e olha, sinceramente, o País não pode continuar desta forma e achar que o Paraná é uma ilha de prosperidade, num continente com dificuldades, parafraseando o Secretário Mauro Ricardo, quando trata de outro tema. Mas o Paraná não é uma ilha! Agora, isto aqui é uma prestação de contas do que o Governo está fazendo, e está fazendo muita coisa. É claro, eu já disse aqui, a revista abre mesmo, abre com uma chamada que dói, por quê? Porque é duro, Deputado Nereu Moura, V.Ex.a que faz oposição ao Estado, ler aqui: Paraná, 4.ª maior economia do Brasil!

Nós, com população menor, passamos do Rio Grande do Sul. Vai-se folheando e vai-se mostrando os dados da redução da desigualdade social, mostrando os investimentos que estão sendo feitos em diversos segmentos da sociedade, por conta, obviamente, de toda uma ação estruturada no Estado do Paraná, do Paraná Competitivo, dos novos investimentos, enfim, de todas as ações que estão sendo empreendidas. Aqui neste documento, neste relatório, ninguém vai achar fotografia do Governador Beto Richa, da Vice-Governadora Cida, dos Secretários de Estado, dos Deputados Estaduais.

25066223516_e2356f167d_zIsto aqui não é para fazer propaganda de político nenhum, mas é para mostrar o que o Governo está fazendo, porque senão ficam só os discursos da Oposição e dos grandes veículos de comunicação, que desconstroem, todos os dias, as políticas públicas que são desenvolvidas neste Estado. Para quem entende um pouco de comunicação, e aqui tem alguns que entendem bem, tanto do ponto de vista teórico quanto do ponto de vista prático, Deputado Cobra Repórter, por exemplo, sabemos, técnica de comunicação, qual é? Para poder chamar audiência? Todos os grandes jornais e outros mais trabalham com a má notícia. Primeiro, a má notícia.

Trabalham com o medo, é o conceito do medo, porque é o medo que chama a atenção das pessoas. As boas notícias só vêm no final, obviamente, do telejornal, porque o medo é um instrumento de divulgação, e o País vive isso, hoje. É uma sinistrose. Não há nada que se ligue, numa televisão ou ler um jornal, que não seja notícia ruim. E isto aqui vai nos levar aonde? Ao buraco! Ao caos! O País vai involuir por conta disso tudo, e já tenho dito aqui: não adianta ficar falando mal de um relatório. Vou repetir: não é revista de miss, não é revista de propaganda, não é revista de louvação do Beto Richa; é um relatório de prestação de contas do que o Governo faz.

O PMDB, obviamente, é muito mais amplo, democrático do que é a liderança que o Senador Requião exerce como Presidente do Partido no Estado e Senador da República. Agora, o Partido como um todo tem Parlamentares que têm trabalhado a favor dos interesses do Paraná e destacaria o Coordenador da Bancada Federal em Brasília, que, aliás, nos ajudou na luta da manutenção da Petrobras, do xisto, que foi o Deputado Federal João Arruda, Deputado Parlamentar do PMDB que tem trabalhado ajudando os interesses do Estado, embora seja adversário político. Mas, então, só para dizer que não dá para colocar todo mundo em uma mesma vala. Agora, concordo com V.Ex.a que o tempo gasto para falar mal, infelizmente é o que está levando este País ao buraco.

É a luta política onde só hoje em São Paulo, briga entre militantes pró e contra Lula, este País vai pegar fogo e ninguém está levando a sério isso. Quero, Presidente, acho que está quase esgotando o meu tempo, concluir que lamento não ter podido hoje falar e queria até, Deputado Nereu, ter usado o horário do PMDB, mas não posso deixar de fazer um registro público que há uma discussão que está inflamando os Partidos políticos de uma forma geral, porque o TSE baixou uma Resolução que obriga que o Partido, para poder lançar candidato às eleições municipais, tem que ter feito Convenção, tem que ter Diretório constituído no Município. Ou seja, qual é a lógica?

Partido que não faz eleição não pode participar da eleição. A grande maioria dos Partidos tem Comissões Provisórias. E quero aqui, publicamente, dizer que há anos defendo essa tese e na Gazeta do Povo de 14/7/2013 foi publicado um artigo de minha autoria que defende essa tese adotada pelo TSE em relação à moralização dos Partidos políticos no nosso País. Então, quero aplaudir a decisão do TSE e esperar que ela seja mantida.

 

Crédito das fotos: Pedro Oliveira/Alep