fbpx

28997664776_9c51a3c405_zDEPUTADO LUIZ CLAUDIO ROMANELLI (PSB):

Sr. Presidente, Sras. Deputadas, Srs. Deputados. Penso que os pronunciamentos nesta Casa, hoje, foram variados, mas começaria por agradecer ao Deputado Hussein Bakri por ter aceitado o convite e ter permanecido Vice-Líder do Governo nesta Casa, período em que demonstrou grande lealdade no exercício da função e sou muito grato, Deputado Hussein Bakri, pela sua postura, comportamento.

Entendo que V.Ex.a eticamente entende que não é compatível o exercício da nova função que exerce de Líder do PSD e do Bloco que será formado entre PSD e PSC e que tal função é incompatível com a função de Vice-Líder do Governo. Quero destacar sempre a absoluta lealdade com que V.Ex.a comportou-se no exercício dessa função e sempre lhe serei grato.

Ao mesmo tempo, em relação às questões que foram tratadas, primeiro pelo Deputado Professor Lemos em relação ao tema que, claro, é um motivo de discussão e permanente preocupação de todos nós, é de encontrarmos, no meio desta crise, das dificuldades que o Brasil e o Paraná atravessam, uma solução para fazermos a implantação e também o pagamento das promoções e progressões dos servidores públicos, seja dos funcionários da educação, dos professores, dos policiais militares, dos técnicos das mais diversas áreas.

Até porque, o servidor público de carreira que faz concurso, tem o direito de que a carreira dele não fique congelada. E estamos em busca de uma solução que possa resolver esse tema para que nós, mesmo no meio da crise, tenhamos uma solução. Queria dizer ainda, em relação à fala do Deputado Hussein Bakri, é que o Governo, Deputado Hussein, sob nenhuma hipótese quer, tem receio em relação à investigação que está sendo promovida pelo Ministério Público, através do Gaeco, na chamada Operação Quadro Negro.

Quem denunciou e quem tomou as providências, inclusive de afastamento dos agentes públicos que estavam envolvidos naquela fraude, foi o Governo do Estado. Ainda quando era Secretário o Fernando Xavier Ferreira, no momento subsequente a professora Secretária da Educação Ana Seres que tomou as iniciativas. E inclusive foi o Governo, através da Polícia Civil, que foi batizada, chamada Operação Quadro Negro.

E claro que nós todos não sossegaremos enquanto não se colocar todos os responsáveis que desviaram recursos que são sagrados – dinheiro para educação é sempre sagrado – na cadeia. Aliás, um dos empresários – merecidamente, Deputado Maurício – cumpre uma medida que é prevista em nosso ordenamento jurídico, que é uma prisão preventiva, já longa, inclusive, para os padrões paranaenses, mas está recolhido com os demais ladrões do dinheiro público, o povo preso pela Lava Jato, no Complexo Médico Penal.

Nosso hospital de Pinhais acolhe, de forma diferenciada, os ladrões do dinheiro público, até porque todos eles vão refrescando a sua memória e, certamente, poderão lembrar onde colocaram o dinheiro público desviado. Então, apoiamos, o Governo apoia as ações que estão sendo empreendidas pelo Gaeco.

Temos que, de fato, trazer à tona, Deputado Hussein Bakri, que disse muito bem, o Leonir Batisti Procurador de Justiça que chefia o Gaeco no Estado do Paraná é uma pessoa íntegra, é um homem de bons princípios, de bons costumes, uma pessoa que tem profundo conhecimento da administração pública e da malversação do dinheiro público e, certamente, saberá colocar na cadeia todos aqueles que desviaram dinheiro público.

Quero concluir minha fala somando-me aos oradores que falaram sobre esse espetáculo das Olimpíadas. Deputado Rasca, que toda segunda-feira lê o artigo que publicamos na coluna do Blog do Esmael – o artigo nosso hoje tinha como título, Deputado Paranhos: As Olimpíadas e a Síndrome dos Vira-Latas. Por que usei esta expressão? Porque neste País, acostumamo-nos a ouvir falar mal de nós mesmos o tempo todo.

É só ligar a televisão que tem alguém falando mal do Brasil. Nunca vi um País com uma autoestima tão baixa como é a do nosso País. Claro, dirigida pela grande mídia que quer afundar o País cada vez mais. É uma estratégia – já disse aqui, já li os 11 Princípios de Goebbels – é uma forma de poder manter o povo sempre atemorizado. E as Olimpíadas, como no evento que foi da Copa de 2014, estão sendo um sucesso completo. Não é isso?

Investimentos relativamente baixos e, ao mesmo tempo, com uma realização do evento de uma forma fantástica. Inclusive escrevi, Deputado Péricles, em meu artigo – alguns inclusive não gostaram – torceram o nariz, mas têm três pessoas que foram e são as diretamente responsáveis pelo sucesso e pela realização do evento. Primeiro, indiscutivelmente, foi o Presidente Lula, quando no dia 2 de outubro de 2009, conseguiu, em Copenhagen, fazer com que o Comitê Olímpico Internacional definisse o Brasil, em uma disputa com Tóquio, Madrid, Boston, definiram o Rio de Janeiro.

Esse foi o primeiro momento que o País sai de um País de segunda classe e, claro, vai para a primeira classe. E, depois, claro, os investimentos que foram feitos, prioridade absoluta dada pela Presidente Dilma. E não posso deixar de destacar alguém que tem sido muito duramente criticado, mas acho que o Brasil inteiro vai ter que olhar de forma diferenciada: o Prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, que em meio a toda essa crise econômica, política, de credibilidade, conseguiu com firmeza fazer com que o evento acontecesse de acordo com o programado.

E, digo isso, porque em uma época que está tão fácil falar mal das pessoas, de xingar, xingar na rua os políticos, colocar todo mundo na mesma vala como se todo mundo fosse ladrão, como é interessante ver uma Olimpíada com custo muito mais baixo do que as outras que foram realizadas, um evento de abertura, que todo mundo falava mal, como se não fosse haver evento de abertura. Foi um grande espetáculo da nacionalidade brasileira, mostrando a diversidade, mostrando a proteção ambiental que é necessária, tratando do tema da cidadania.

Ou seja, demonstrando para o mundo outro perfil de País, com as nossas contradições, mas dando uma grande mensagem para a opinião pública brasileira e internacional. E, ao mesmo tempo, ver a beleza do funcionamento de tudo. Eu mesmo, ontem, procurei ficar o máximo possível assistindo as diversas modalidades esportivas, menos o futebol – recuso-me a assistir a Seleção… (É retirado o som.)

PRESIDENTE (Deputado Jonas Guimarães – PSB): Um minuto para concluir, Deputado

DEPUTADO LUIZ CLAUDIO ROMANELLI (PSB): Recuso-me a assistir a Seleção Brasileira de Futebol jogar, porque deve ter algum tipo de vírus que contaminou ou contamina a camisa da Seleção Brasileira, porque é uma vergonha ver o Brasil jogar. No basquete, por exemplo, o Brasil estava perdendo de 30 pontos para a Lituânia, perdeu a partida, mas quase empatou, porque ficou com seis pontos atrás.

Digo isso porque houve reação, raça, e olha que não estamos com dois dos nossos melhores jogadores. Mas, estou concluindo essa minha fala com o sentimento de que este País tem, sim, solução e a solução está no próprio povo, nas boas escolhas que se faz, em acreditar que é possível, com planejamento, mudar a nossa realidade.

Por isso, minha gente, temos muito que celebrar com os brasileiros pela realização desse grande evento que são as Olimpíadas. Agradecer ao Presidente Lula, à Presidente Dilma, ao Eduardo Paes, ao Presidente… (É retirado o som.)

PRESIDENTE (Deputado Jonas Guimarães – PSB): Conclua, Deputado.

DEPUTADO LUIZ CLAUDIO ROMANELLI (PSB): E ao Presidente do Comitê Olímpico Brasileiro. Era isso. Obrigado