fbpx

Anúncio foi feito pessoalmente pelo secretário estadual do Trabalho, Luiz Claudio Romanelli, durante reunião com prefeitos da região

 

Cornélio Procópio — Os 23 municípios de integram a Associação dos Municípios do Norte do Paraná (Amunop) receberão investimentos de R$ 5.072.003,20 do Programa de Aquisição de Alimentos, o Compra Direta. O anúncio foi feito pessoalmente pelo secretário de Estado do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, Luiz Claudio Romanelli, durante reunião ordinária da Amunop, em Cornélio Procópio.

Mais de 300 pessoas, entre prefeitos, vereadores e produtores rurais participaram da reunião, que contou também com a presença do presidente do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Luiz Tarcísio Mossato Pinto, dos deputados federais Alex Canziani e João Arruda e do estadual, Tercílio Turini, além dos prefeitos Celso Silva, de Bandeirantes, de Frederico Carlos de Carvalho Alves, o Fred, de Cornélio Procópio e da coordenadora estadual do Programa no Paraná, Valéria Nitsche.

Segundo Romanelli, o investimento do programa Compra Direta beneficia mais de 100 mil pessoas em toda a região. “São produtores que têm a oportunidade de colocar na mesa de instituições beneficentes e escolas de todo o Estado, alimentos de qualidade, cultivados respeitando e preservando o meio ambiente e gerando emprego e renda em todo o Paraná”, explica Romanelli. Em 2014, apenas no primeiro semestre, o programa Compra Direta investirá R$ 1.612.215,68, beneficiando diretamente 370 entidades beneficentes e 978 agricultores familiares. Para o segundo semestre a previsão é ainda mais otimista. “Serão investidos mais R$ 3,46 milhões em alimentação de qualidade por meio do programa Compra Direta na região”, completa Romanelli.

O secretário do Trabalho lembra, ainda, que desde 2009 até o primeiro semestre deste ano serão investidos mais de R$ 9,8 milhões pelo programa Compra Direta na região da Amunop. “A meta do Governo do Paraná, por meio do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à fome é de promover o acesso a alimentos às populações em situação de insegurança alimentar, além de promover a inclusão social e econômica por meio do fortalecimento da Agricultura Familiar”, esclarece o secretário estadual do Trabalho.

Em 2004, o Compra Direta estava presente em apenas 33 municípios paranaenses. “Hoje são 298 municípios atendidos por meio de entidades assistenciais, representando 74% de atendimento no Paraná”, comemora Romanelli.

CAR — Durante reunião da Amunop, o presidente do IAP, Tarcísio Mossato também apresentou às lideranças e produtores da região questões referentes ao Novo Código Florestal e o Cadastro Ambiental Rural (CAR). Segundo o presidente da Amunop, prefeito Celso Silva, de Bandeirantes, na última reunião ordinária dos prefeitos, no ano passado, foi formalizado pedido para que o presidente do IAP fosse convidado para apresentar uma palestra orientativa referente ao Novo Código Florestal. “Toda mudança gera resistência, mas esse é um caminho sem volta. Nós temos de encarar essa mudança como melhoria”, afirma.

O Paraná é o segundo estado brasileiro em número de propriedades rurais, sendo que 93% das áreas são de pequenos produtores. Os Estados aguardam uma instrução normativa e de um decreto presidencial para iniciar o cadastro dos imóveis, que deverá ser feito pela internet. “Sem a publicação desses documentos o processo não estará 100% no ar. Por isso, nesse momento, estamos acalmando os produtores rurais para que não tenham pressa em fazer o registro de suas propriedades”, finaliza o presidente do IAP.

 

DSC_0027 DSC_0008 Celso Silva prefeito de Bandeirantes e presidente da Amunop  DSC_0045

Deixe um comentário