fbpx

23748959746_4544272745_zOs deputados debateram e aprovaram nessa terça-feira (15), na Assembleia Legislativa, diversos projetos de leioriundos de mensagens governamentais e de autoria de vários deputados, quando foram realizadas três sessões plenárias – uma ordinária e duas extraordinárias, a última delas com encerramento às 22h15. Entre eles foram aprovados quatro projetos relacionados à área de segurança pública. Uma das proposições, de autoria doPoder Executivo, fixa em 27.948 militares o efetivo da Polícia Militar do Paraná. Esse projeto de lei nº 904/2015, do Poder Executivo, passou em segunda discussão na sessão ordinária e em terceiro turno, na primeira sessão extraordinária realizada ainda no período da tarde. Antes de ser enviado para sanção o projeto precisa passar por mais uma votação (em redação final).

Segundo o Governo do Estado, a majoração do efetivo policial propiciará a implementação de medidas como a criação do 26º Batalhão de Polícia Militar de Telêmaco Borba; a transferência da 3ª Companhia Independente de Polícia Militar para o município de Loanda e a rearticulação da área do 8º Batalhão de Polícia Militar; a criação da 4ª Companhia do 19º Batalhão de Polícia Militar no município de Santa Helena; e a criação do 27º Batalhão de Polícia Militar em União da Vitória e rearticulação da área da 1ª Companhia Independente de Polícia Militar na Lapa. A proposição passou com uma emenda do deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB), que estabelece que o efetivo de 619 militares estaduais criados pela lei será ativado de forma gradativa, a qualquer tempo, por intermédio de decretos do chefe do Poder Executivo.