fbpx

Aula de espanhol amplia horizontes de alunos do Paraná, avalia Romanelli

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD) afirmou nesta terça-feira, 5, que a aprovação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que prevê o ensino obrigatório da língua espanhola na rede estadual de ensino, é um grande avanço para o sistema público de educação e para os estudantes paranaenses.

“O conhecimento de espanhol amplia os horizontes dos alunos que frequentam a rede pública do Paraná”, afirmou Romanelli após a votação da PEC. A proposição recebeu 45 votos favoráveis. “O texto aprovado contempla os anseios da comunidade escolar e está dentro da capacidade do Estado de fazer a implementação das aulas”.

A PEC acrescenta o parágrafo 9º ao artigo 179 da Constituição do Estado, com a seguinte redação: “O ensino da língua espanhola constituirá disciplina de oferta obrigatória na matriz curricular do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio, em horários e locais definidos pelos sistemas de ensino, com implementação gradativa até o ano de 2026 e carga horária mínima de duas horas/aula semanais, constituindo-se em disciplina de caráter optativo aos estudantes”.

A redação final da PEC foi elaborada por uma comissão especial de deputados dedicada ao tema. Romanelli é um dos autores do texto original, que foi assinado por outros 21 deputados, e que acabou substituído por uma proposta elaborada dentro da comissão especial. “Houve um grande movimento em favor desta proposta e prevaleceu o consenso sobre a sua importância”, avaliou Romanelli.

Abrangência – O espanhol é falado por mais de 585 milhões de pessoas em diferentes países do mundo. É o segundo idioma em relevância comercial. A língua oficial de 21 países, 19 deles na América, sete países fazem fronteira com o Brasil e dois países (Argentina e Paraguai) fazem fronteira com o Paraná. Também é língua de estudo de mais de 22 milhões de alunos em 110 países, inclusive na China e no Japão, que são os principais países parceiros do Brasil em transações comerciais fora da América Latina.

Deixe um comentário