O Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) promoveu nesta segunda-feira (27), em Curitiba, uma blitz educativa para marcar o Dia do Motociclista. Nesta data são feitas mobilizações e campanhas para alertar sobre acidentes e mortes.

Neste ano, o batalhão fez a entrega de antenas corta fio para auxiliar na prevenção de acidentes com linha de cerol. O trabalho contou com apoio do Detran-PR, da Ecovia e da seguradora Porto Seguro.

Com as restrições de proximidade por conta da pandemia do coronavírus, os policiais militares de trânsito utilizaram máscaras e luvas, além do distanciamento para conversar com os motociclistas e fazer a entrega da antena corta fio. As abordagens ocorreram na Avenida Victor Ferreira do Amaral, no bairro Tarumã, em frente ao antigo estádio Pinheirão.

Curitiba, 27 de Julho de 2020. Em comemoração ao Dia do Motociclista, BPTran faz blitz educativa para distribuir antena corta linha. – Soldado Ismael Ponchio.

BALANÇO

O balanço do BPTran mostra que no primeiro semestre houve 1.136 acidentes de trânsito envolvendo motos, motonetas e ciclomotores contra 1.373 no mesmo período do ano passado, uma redução de 17,2 % – ou seja, 237 acidentes a menos.

Também houve, neste semestre, 987 feridos e oito óbitos, ao passo que no primeiro semestre de 2019 foram 1.263 feridos e 13 mortes, índices que tiveram queda de 20% e 38%, respectivamente.

Para o Comandante do Batalhão de Polícia de Trânsito, tenente-coronel Mario Henrique do Carmo, campanhas educativas fazem parte de um esforço da unidade para levar mais educação e bom senso ao trânsito.

“Em parceria com a Ecovia e com a Porto Seguro, conseguimos o material e fizemos a entrega gratuita das antenas corta fio, levando ainda uma mensagem de conscientização para esses usuários do trânsito”, disse.

O tenente-coronel também citou que as reduções de acidentes e mortes com motos têm grande impacto no trânsito por conta do grande tráfego desse tipo de veículo na cidade, sobre tudo durante o período de pandemia, com o aumento do serviço de delivery.

“Nossa preocupação é com o motociclista ele está exposto, ele tem toda a proteção que um veículo possui. Quando a pessoa se envolve em acidente com motocicleta normalmente os ferimentos são graves e, por isso, fazemos essa campanha para evitar que esses casos aumentem na cidade”, complementou.

SAIU DA ROTA

Gustavo Luiz Born, ficou sabendo da blitz educativa pela imprensa e foi até o endereço para participar e receber uma antena. “Hoje saí da minha rota só para passar aqui e receber esse verdadeiro presente, por conta dos acidentes com linha de cerol, então é importante ter esse acessório para evitar o pior”, disse.

A motociclista Nerice Bueno também foi abordada pelos policiais e profissionais da Ecovia. “Foi uma iniciativa muito importante para proteger os motociclistas contra a linha de cerol”, afirmou.

A atividade contou com a participação dos policiais do BPTran, agentes da Ecovia e do Detran. Além do tenente-coronel Carmo, acompanharam os trabalhos o supervisor de tráfego da Ecovia, Marcel Biscoto, o diretor de gestão e Escola de Trânsito do Detran-PR, Marinho Guimarães e o consultor da área de serviços da seguradora Porte Seguro, Vitor Perich.

Deixe um comentário