O secretário Sandro Alex (Infraestrutura e Logística) conheceu nesta terça-feira, 15, o pré-projeto da ponte sobre o Rio Ivaí na PR-678 e que vai ligar as cidades de Santa Cruz do Monte Castelo (Santa Esmeralda) e Ivaté (Herculândia) no Noroeste do Paraná. “A região está se reelaborando do ponto de vista econômico e a ponte é absolutamente estratégica”, disse o deputado Romanelli (PSB) que acompanhou o encontro com os prefeitos Fran Boni (Santa Cruz do Monte Castelo), Celso Pozzobom (Umuarama) e Nivaldo do Mercado (Ivaté), além de vereadores das cidades da região.

“É uma ponte que receberá a produção agrícola, com integração da lavoura e agropecuária, e que tem um potencial muito grande como aconteceu em outras regiões do Paraná. A ponte em Santa Cruz de Monte Castelo já está sendo trabalhada há cinco anos”, completou Romanelli no encontro em que a Cocamar se comprometeu em fazer o projeto executivo para a construção da ponte.

Sandro Alex confirmou que a ponte que ligará as duas cidade do Noroeste é “uma obra relevante para região” e que vai atender o pleito para agilizar a construção. “Nós vamos cumprir (com a proposta de construção), só não sei se vai ser por convênio ou o DER vai tocar, mas preciso do projeto executivo”.

Trevo de acesso – O prefeito Fran Boni adiantou que a Cocamar (Cooperativa Agroindustrial) vai fornecer o projeto executivo da ponte. “Isso é muito importante nesta nova fase do governo, com apoio do deputado Romanelli e da iniciativa privada, bancar os projetos de infraestrutura no estado. Esperamos que a ponte possa ser uma realidade muito em breve”. O superintendente de Operações da Cocamar, Osmar Liberato, confirmou que a cooperativa vai custear o projeto executivo da ponte.

“Outra notícia importante acordada na reunião com secretário Sandro Alex é que DER vai fazer o trevo de acesso à Cocamar na recém unidade construída em Santa Cruz do Monte Castelo”, disse Fran Boni. A obra do acesso na PR-218 deve custar R$ 277 mil.

Nivaldo do Mercado, prefeito de Ivaté, disse que a ponte vai facilitar o acesso às áreas de terras férteis, de boa produção, próximas a cidade de Rolândia. “Não temos estradas que vão até as terras e essa ponte vai ajudar a desenvolver e crescer esta região do nosso município, acabando com o isolamento”, disse.

Deixe um comentário