fbpx

A Assembleia Legislativa aprovou nesta segunda-feira, 11, requerimento do deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD) que registra na ata de trabalho do legislativo o “voto de congratulações” pelos 100 anos de fundação da Sociedade Ucraniana do Brasil (Subras).

Romanelli fez a linha do tempo dos 100 anos de atuação da Subras. A sociedade foi fundada em 7 de julho de 1922 no Distrito de Dorizon, em Mallet, sob a denominação de União Ucraína do Brasil, transferiu-se, em 28 de fevereiro de 1923 para União da Vitória, de onde, no ano de 1934 veio para Curitiba, incorporando então o Patrimônio e os sócios da Sociedade Taras Chevtchenko, fundada em 1908. “É a nossa mais antiga entidade sócio-cultural dentre os imigrantes ucranianos”, disse o deputado.

No início, diz Romanelli, objetivava o apoio aos recém imigrantes que se instalavam na região de Mallet e União da Vitória e depois se espalhavam para outras cidades do Paraná. “Este apoio passou a ser cada vez mais efetivo quando o trabalho na agricultura se solidificou, mesmo porque era a base do trabalho que era desenvolvido em terras ucranianas”.

A Subras tem sua atuação através de departamentos como organização feminina, grupo folclórico Barvinok (91 anos), escola do sábado, museu e coral. “Atualmente, a sociedade em apreço é presidida por Felipe Oresten.

Sem qualquer fim lucrativo, a sociedade tem por objetivo primordial a congregação cívica, moral e intelectual, a preservação e o desenvolvimento da cultura ucraíno-brasileira, a recreação dos sócios e a prestação de assistência social aos ucranianos mais carentes”, diz o requerimento.

“Considerando esse importante papel, já desempenhado há bastante tempo, este parlamentar deseja vida longa à Sociedade Ucraniana do Brasil”, completa Romanelli.

Deixe um comentário