fbpx

seveO deputado estadual Luiz Claudio Romanelli (PSB), líder do governo na Alep, e o presidente do PSB do Paraná, Severino Araújo, se reuniram nesta quinta-feira (9), em Brasília, com o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira. Na pauta estavam as eleições de 2018 no Paraná.

Segundo Romanelli, o partido espera aumentar sua bancada paranaense na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) e na Câmara Federal, além da possibilidade de lançar o ex-senador Osmar Dias ao governo do estado. “Ressaltei ao nosso presidente nacional que o PSB do Paraná quer apresentar um grande projeto para o futuro do estado nas próximas eleições. Já realizamos o convite de vir para que Osmar Dias venha ao partido ser nosso candidato. Destaquei que estamos abertos às lideranças que queiram ajudar nessa construção em todo o Paraná”, disse o deputado.

Severino Araújo destacou que, atualmente, o PSB do Paraná conta com cinco deputados estaduais, o que dá ao partido a terceira maior bancada da Alep, além três deputados federais. “Queremos ampliar significativamente esses números, com novas lideranças. O partido é aberto a todos”, destacou.

A crise econômica que atravessa o país e as reformas enviadas pelo governo federal ao Congresso, também foram temas debatidos durante a conversa com Siqueira. Como líder do governo no legislativo estadual, Romanelli deu um panorama sobre a situação do Paraná e de outros estados. “Os ajustes que promovemos no Paraná foram fundamentais para que hoje nosso estado esteja com as contas em dia. Outros estados da federação que não tomaram medidas econômicas estão em dificuldades, pois não há dinheiro nem para pagar 13º ou parcelamento de salários”, disse.

O líder do governo também afirmou que o PSB deve ter um papel de protagonista em projetos que geram emprego e que garantam os direitos trabalhistas. “Há no PSB a convicção de que os trabalhadores não podem arcar sozinhos com o custo das reformas e do ajuste fiscal. Isto de acordo com o presidente Carlos Siqueira, que inclusive comunicou o fato em reunião ontem com o presidente Michel Temer”, afirmou.

O presidente nacional do PSB antecipou que os socialistas irão propor mudanças no texto da reforma da Previdência. Entre os pontos defendidos pelo partido, estão a manutenção da aposentadoria rural e da indexação das pensões ao reajuste do salário-mínimo.