fbpx

Em Cornélio Procópio, qualificação ajuda a construir sonhos

Trabalhadores de Cornélio Procópio têm a oportunidade de participar de cursos de qualificação profissional ofertados pela Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Economia Solidária (SETS), em parceria como Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e Prefeitura, por meio do Plano Territorial de Qualificação (Planteq) e do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico (Pronatec).

Ao todo, 43 trabalhadores foram qualificados em cursos de Mecânico de Manutenção Industrial e Soldador Industrial, pelo Planteq, e de Operador de Computador, pelo Pronatec. Para o secretário estadual do Trabalho, Luiz Claudio Romanelli, o processo de construção do conhecimento não é uma tarefa simples. “Muitas pessoas tiveram de trocar a escola pelo trabalho, por conta da desigualdade social. Temos consciência de que cada trabalhador qualificado é muito importante para o mercado de trabalho. Por isso, nosso compromisso e desafio em ofertar conhecimento é muito grande”, diz.

Segundo ele, mais que oferecer qualificação profissional, os cursos ofertados pela SETS e Governo do Paraná, junto com o MTE têm ajudado trabalhadores a construir sonhos. Esse é o caso, por exemplo, do carpinteiro Adevair Benedito, que aos 59 anos optou por desvendar os mistérios do mundo virtual. Ele frequentou o curso de Operador de Computador e recebeu o certificado de conclusão de curso das mãos do secretário estadual do Trabalho, Luiz Claudio Romanelli.

Funcionário público da Prefeitura de Cornélio Procópio, ele comenta que fez a opção pelo curso de Informática para recorrer à internet e superar a barreira do analfabetismo digital. “Hoje em dia, a informática é fundamental para o desempenho profissional, para ampliar os nossos horizontes e nos trazer conhecimento, tornando o mundo menor e mais próximo da gente”.

Além disso, ele também usa a internet para melhorar ainda mais sua atividade profissional. E revela: “Estou pesquisando sobre o meu trabalho e também sobre carpintaria naval, pois o meu sonho é construir o meu próprio barco e sair viajando pelo mundo”.

Quem também optou pelo curso de Operador de Computador para desvendar os mistérios do mundo digital foi a professora aposentada Cleuza Aparecida Ferreira Picolotto, 58. “A gente não pode ficar parada no tempo. Na minha época, o uso da informática era algo muito novo, mas o avanço da tecnologia faz com que tudo hoje dependa disso. Não podemos ficar para trás. Temos de acompanhar o avanço da tecnologia”, observa.

Os cursos foram ministrados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) de Londrina. Para o gerente da instituição, Almir Gaspar Schenfeld, a certificação emitida pelo Senai aos trabalhadores que concluíram o curso certamente contribuirá demasiadamente para as melhorias das condições de empregabilidade, tanto para o ingresso quanto a permanência no mercado de trabalho. “O Paraná tem se destacado no cenário nacional por ser o terceiro Estado que mais gerou emprego no ano passado. Esse resultado é fruto do incansável trabalho realizado pelo secretário Romanelli e graças à parceria dos Governos Federal, Estadual e Municipais, com instituições de ensino profissionalizante espalhadas por todas as regiões do Paraná”, afirma.

Deixe um comentário