O programa Projovem Trabalhador formou 31 trabalhadoras em Florestópolis, que receberam qualificação na área de Administração e Serviços Pessoais. O secretário do Trabalho e deputado estadual Luiz Claudio Romanelli e o prefeito Onício de Souza, o Nicinho fizeram a entrega dos certificados e destacaram a atuação da Agência do Trabalhador na luta pela geração de emprego e renda no município.

Romanelli lembra que, além da qualificação de mão de obra, o Governo do Paraná, por meio do Banco do Empreendedor também incentiva a geração de emprego e renda, oferecendo microcrédito a empresários locais. “Em Florestópolis foram emprestados R$ 500 mil pelo Banco do Empreendedor em 2013. Quem quer ser empreendedor pode visitar a Agência do Trabalhador para iniciar seu próprio negócio, como vocês, que hoje estão capacitadas e preparadas para o mercado de trabalho”, incentiva Romanelli.

O secretário do Trabalho também anunciou novos investimentos previstos para 2014, dentre eles a aquisição de 60 novos veículos para auxiliar nos trabalhos realizados pelas Agências do Trabalhador. “Serão 60 veículos 0km e Florestópolis será contemplada com um carro zero para ajudar nos trabalhos tanto de qualificação de mão de obra quanto de encaminhamento para o mercado de trabalho e todos os outro serviços prestados pela Agência do Trabalhador no município”, anuncia o secretário do Trabalho.

A estudante Nayara Alves Yerdliska, 24 anos foi uma das 31 formandas do Projovem Trabalhador. Ela frequentou o curso de Serviços Pessoais e iniciou na atividade profissional. A estudante faz questão de lembrar que, antes do curso, não atuava profissionalmente. “A Agência do Trabalhador indicou esse curso para eu frequentar e foi muito bom. Já comecei a trabalhar como autônoma. Foi uma pena outras pessoas não participarem porque foi muito bom”, avalia.

Além do prefeito Nicinho, participaram da formatura a primeira-dama Valdete José de Souza, vereadores e integrantes das equipes do CRAS, Agência do Trabalhador de Florestópolis.

O Projovem Trabalhador é um programa do Governo Federal, realizado em parceria com o Governo do Paraná, que visa à qualificação de jovens entre 18 e 29 anos para o mercado de trabalho. A carga horária exigida para o curso é de 350 horas, das quais 100 horas são destinadas à qualificação social, onde são abordados questões de Ética e Cidadania, Educação Ambiental, Noções de Direitos Trabalhistas e Qualidade de Vida. As outras 250 horas são dedicadas à teoria e prática da qualificação profissional.

Deixe um comentário