fbpx

O secretário do Trabalho, Emprego e Economia solidária, Luiz Claudio Romanelli coordenou, nesta terça-feira ( 30) encontro com gerentes e técnicos das Agências do Trabalhador de Curitiba, Região Metropolitana e Litoral para debater metas da intermediação de mão de obra nas agências do trabalhador, a execução dos programas de qualificação profissional como as oficinas de melhorias das competências nas telessalas do trabalhador e os cursos do Projovem.

Para Romanelli, todas as agências do trabalhador vão passar por uma reestruturação gradativa. “Aos poucos estamos ajeitando a casa. Há muitas agências precisando com urgência de novos equipamentos como computadores, ampliação do espaço físico, acessibilidade, entre outras demandas. Essa situação, gradativamente estamos mudando para melhor, só não fazemos mais do que gostaríamos porque o recurso disponível está cada vez mais escasso, mesmo assim, precisamos manter e melhorar os serviços gratuitos oferecidos aos trabalhadores que buscam nas agências do trabalhador uma oportunidade de trabalho ou uma qualificação profissional, explicou Romanelli.

Para a chefe da Regional de Curitiba, Alzimara Bacellar, o encontro é importante para fazer um diagnóstico da execução dos programas da Secretaria Estadual do Trabalho que estão acontecendo em todas as regionais do Estado. “Este é um momento único em que todos podem apontar problemas, propor mudanças e compartilhar experiências para que possamos desempenhar um bom trabalho nos municípios que compõem a nossa regional, garantindo ao trabalhador que busca nossos serviços, mais trabalho, mas renda, mais conhecimento e mais inclusão social”.

A coordenadora estadual da Intermediação de Mão de Obra, Angela Carstens, comemora um resultado importante na intermediação, desde a sua implantação em 1975, e que atingiu no mês de julho deste ano 2 milhões de trabalhadores colocados no mundo do trabalho, através das agências do trabalhador. “Essa marca representa o trabalho que vem sendo desenvolvido há décadas no Paraná. Isso começou quando os governantes entenderam que o trabalho é uma das coisas mais importante na vida de uma pessoa e que garantir um espaço onde o trabalhador possa buscar um emprego, uma qualificação profissional, entre outros serviços oferecidos gratuitamente, tornou o estado uma referência para o País”.

EQUIPAMENTOS – O secretário estadual do Trabalho, Luiz Claudio Romanelli entregou 150 computadores aos gerentes e técnicos das agências do trabalhador dos municípios da região metropolitana e litoral. “Os computadores entregues aqui hoje fazem parte do plano de reestruturação das Agências do Trabalhador em todos o estado e que gradativamente estão sendo distribuídos às agências. Nossa meta é prestar um atendimento ao trabalhador cada vez melhor, com mais eficiência e rapidez”, destacou Romanelli.

Para o gerente da Agência do Trabalhador de Campo Largo, Nivaldo Souza Cordeiro, os computadores estão chegando em um boa hora. “ Muitos computadores estavam sem condições de uso e agora poderão ser substituídos por novos o que ajudará muito na agilização do atendimento na intermediação de mão de obra e no seguro-desemprego”, disse.

 

Deixe um comentário