O secretário do Trabalho, Emprego e Economia Solidária do Paraná e presidente do Fórum de Secretários Estaduais do Trabalho- Fonset, Luiz Claudio Romanelli, participou nesta quarta-feira ( 13) em Brasília de encontro com os ministros do Trabalho, Brizola Neto, e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Tereza Campello e secretários do Trabalho da região Nordeste. Na reunião os ministros firmaram parceria para facilitar a inserção no mercado de trabalho do público do Plano Brasil Sem Miséria.. O termo de cooperação prevê revitalização física e estrutural de atendimento nas unidades do Sine

A ação permitirá a inclusão da população mais pobre no mercado formal de trabalho, em especial os beneficiários do Programa Bolsa Família e os inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico). A inscrição se dará por meio do Sistema MTE Mais Emprego. Paralelamente, as agências do Sine estarão captando vagas junto a empregadores para cruzamento do perfil dos trabalhadores, e farão o encaminhamento destes trabalhadores para entrevistas de emprego e colocação no mercado de trabalho.

“A parceria entre o MTE e o MDS vai promover a inclusão dos trabalhadores nordestinos oriundos dos programas sociais na rede de atendimento do Sine. Os estados vão receber recursos para melhorar a rede de atendimento dos postos, especialmente em áreas de grande concentração populacional. O objetivo maior é oferecer oportunidade de trabalho, através do sistema público de emprego, à população que saiu da miséria.”, afirmou o presidente do Fonset.

Para Romanelli, o critério de seleção dos estados beneficiários, que leva em conta o índice de pobreza estrema, está correto. “ O Nordeste concentra 53% da população extremamente pobre com mais de 18 anos no meio urbano. Também na região, o número de matriculados em cursos do Pronatec/Brasil sem Miséria alcançou 40% do total de matriculados no País em 2012 (106.152). Nada mais justo, portanto, que a parceria entre o MTE e o MDS beneficie, inicialmente, os estados que concentram o maior número de pessoas pobres”, afirmou

O ministro Brizola Neto “destacou que a parceria é um passo importante na integração do Ministério do Trabalho e o Ministério do Desenvolvimento Social e das políticas públicas dos ministérios e as secretarias estaduais de trabalho ao plano de erradicação da miséria do país.

“ Vamos dar sequencia ao resgate de milhões de brasileiros que saíram da miséria e que agora precisam dar o passo seguinte, ter uma oportunidade de trabalho. Já fazem parte dos cursos de qualificação do Pronatec.e agora haverá um grande esforço da rede Sine para inclui-los no mercado de trabalho, tendo oportunidades de emprego sendo ofertadas por toda a rede. A presença dos secretários estaduais é um compromisso dos Estados de se integrarem a esse grande plano e conseguir que milhares de brasileiros se integrem à economia real”.

A ministra Tereza Campello disse que atualmente vivemos num momento diferenciado em que o Brasil está cada vez mais integrado e determinado a incluir. Vamos melhorar a intermediação de mão de obra desse público do Pronatec Brasil Sem Miséria, Bolsa Família e CadUInico que está se qualificando nos cursos de formação do governo federal. Esse público agora aumenta suas oportunidades de participação e inserção no mercado do trabalho com ajuda do Sine, do MTE.e apoio e fortalecimento às nossas ações ”.

O Termo de Cooperação firmado prevê a descentralização de crédito do MDS para o MTE, na ordem R$ 20 milhões que serão aplicados na revitalização física e estrutural de atendimento nas unidades do Sine.

Deixe um comentário