O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) destacou nesta quarta-feira, 18, a importância do agronegócio do Norte Pioneiro para a economia paranaense. Para o deputado, a mesorregião tem uma produção diversificada e a qualidade da produção se destaca em todo o Estado. Ele lembra do concurso Café Qualidade Paraná 2020, que revela os vencedores nesta quinta-feira, 19, com transmissão pelo canal do YouTube.

O concurso reúne cafeicultores de todas as regiões produtoras do Paraná, que concorrem com lotes de uma a cinco sacas de 60 quilos. Dos mais de 300 participantes, desde as fases regionais, 99 competem na final do concurso.

Destes, 40 são do Norte Pioneiro. “Esse número é resultado do excelente trabalho realizado por técnicos extensionistas da Emater, que diariamente acompanham a produção cafeeira do Norte Pioneiro e colocam o café da região entre os melhores do Brasil”, comenta o deputado.

Café Qualidade — O concurso está na 18ª edição. Os vencedores serão conhecidos em evento online, que começa às 16 horas e será transmitido pelo YouTube, no canal do IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural – Iapar-Emater). A premiação será em duas categorias: cereja descascado e café natural. Como prêmio, o campeão de cada categoria terá o produto comercializado com ágio de, no mínimo 50% sobre o preço da BM&F do dia 18 de novembro.

Para chegar à final, os 300 concorrentes participaram das etapas regionais, onde os 99 lotes foram selecionados à prova final, realizada no Centro de Qualidade do Café do IDR-Paraná, em Londrina, no final de outubro.
Romanelli observa que a qualidade do café do Norte Pioneiro se destaca pelas características climáticas e geográficas da região, mas também pelo empenho e dedicação no cultivo da bebida. “São considerados cafés de qualidade aqueles que atendem aos quesitos de aroma, doçura, acidez, corpo, sabor, gosto remanescente e balanço da bebida. Serão selecionados os cinco melhores de cada categoria e vamos conhecer quem são os produtores do melhor café do Paraná”, explica.

O concurso Café Qualidade Paraná é uma realização da Câmara Setorial do Café do Paraná, SEAB (Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento) e IDR-Paraná, com apoio da Anater (Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural), cooperativas e associações de cafeicultores do Estado.

Café Paraná — Em todo o Estado são cultivados 38 mil hectares de café, que ocupam uma área com 35,5 hectares com lavouras em plena produção. A estimativa é que sejam colhidas 943 mil sacas de café beneficiado no Paraná. Romanelli acrescenta que, assim como no Norte Pioneiro, a maior parte das lavouras paranaenses tem, em média, oito hectares e é conduzida por pequenos produtores familiares.

Os 40 cafeicultores classificados para a etapa estadual representam os municípios de Abatiá, Congonhinhas, Cornélio Procópio, Japira, Joaquim Távora, Pinhalão, Ribeirão Claro, Santa Mariana, São Jerônimo da Serra, Siqueira Campos e Tomazina, nas duas categorias. “O café é uma bebida apreciada em todo o mundo, e o produto de origem do Norte Pioneiro tem mercado garantido em praticamente todos os continentes. A indústria cafeeira da região é uma das principais geradoras de emprego e renda, com o produto sendo exportado para o Japão, Estados Unidos e vários outros países”, considera o deputado.

Representantes — Os representantes do Norte Pioneiro na final do concurso Café Qualidade Paraná 2020, por categoria, são:

Café Natural:

Abatiá: Antônio Carlos Almeida Fraiz e Raquel Nader Resende Fraiz;

Congonhinhas: Claudinei de Carvalho Nunes e Shigue Kuwano Sera;

Japira: Rosana da Silva e Tatiane Peres Zaninetti;

Joaquim Távora: Edson Messias de Carvalho, Jarbas Cazaroto, Sirlei de Fátima da Cruz Carvalho e Welinton Domingos da Cruz;

Pinhalão: Jonas Aparecido da Silva;

Ribeirão Claro: Fábio Dória Scatolin e José Eduardo Correa Ferraz;

São Jerônimo da Serra: Juarez Colatino de Barros, Rosa Odete Siqueira e Sidilei Soares de Melo;

Siqueira Campos: Natan Miguel da Cruz Carvalho;

Tomazina: Lúcia Aparecida Pedro Diniz, Maristela Fátima da Silva Souza, Sandra Aparecida de Freitas Godoi e Valdeir Luiz de Souza.

Cereja Descascado

Abatiá: Antônio Carlos Almeida Fraiz e Raquel Nader Resende Fraiz;

Congonhinhas: Pablo Ribeiro dos Santos, Pamela Ribeiro Matheus e Ricardo Batista dos Santos;

Cornélio Procópio: Orlando von der Osten;

Japira: Francisco Barbosa Lima e Rosana da Silva;

Joaquim Távora: Edson Messias de Carvalho, Sirlei de Fátima da Cruz Carvalho e Loete do Carmo da Cruz;

Pinhalão: Jonas Aparecido da Silva, Zenaide Peres da Silva e Edson Alfredo Costa;

Ribeirão Claro: Fábio Dória Scatolin;

Santa Mariana: Cornélia Margot Gamerschlag;

São Jerônimo da Serra: Ageu Luiz Teodoro, Aldenice da Silva Soares, Ivonete Antunes Siqueira, Juarez Colatino de Barros e Leandro Cesar Soares;

Siqueira Campos: Natan Miguel da Cruz Carvalho;

Tomazina: Claudeir Marcos de Souza, Claudionira Inocência de Souza, Eloir Inocência Nogueira de Souza, Márcio Godoi, Maria Linete dos Santos Souza, Maristela Fátima da Silva Souza, Valdeir Luiz de Souza e Vanessa Rosa de Souza.

Deixe um comentário