fbpx

31066052461_ccf1ebffd7_zO deputado estadual Luiz Claudio Romanelli (PSB), líder do governo na Assembleia Legisltiva, afirmou que a aprovação do projeto de lei que define as diretrizes orçamentárias do Estado para o exercício de 2017, nessa terça-feira (22), faz parte da responsabilidade fiscal do governo. “Os deputados que integram a base de apoio ao governo manifestaram confiança na decisão que foi tomada pelo governador Beto Richa”, disse.

De acordo com Romanelli, o Paraná está com as contas em dia, diferentemente dos outros estados da federação que vivem uma profunda crise no funcionalismo público. “Nós temos que obedecer a lógica da dinâmica da economia. Nossa economia está em recessão, há uma queda de receita. O Estado está com os salários em dia, vai antecipar o pelo menos a metade do 13º para o final do mês de novembro e implantará as promoções e progressões”, afirmou.

Na quinta-feira (24), às 14h30, o projeto de lei será votado em segundo turno. “As leis orçamentárias têm um rito especial na Assembleia. Depois de aprovado em segunda discussão, o projeto passará pela redação final na Comissão de Orçamento”, explicou Romanelli.

O líder do governo também disse que o país vive uma época excepcional e um período complexo desde 2015, portanto o ajuste fiscal é necessário, mesmo que a tomada de decisões duras e impopulares seja difícil para o Legislativo e o Executivo.

“Eu não tenho a menor dúvida de que os próximos anos serão muito difíceis, tanto aqui no Paraná, quanto em todos os outros estados do Brasil. Ou nós retomamos o crescimento da economia e a geração de empregos ou efetivamente teremos mais problemas pela frente. O fato é que o que o governo está fazendo é de muita responsabilidade fiscal. Temos que pensar no interesse público”, afirmou.