fbpx

O Paraná teve o segundo melhor desempenho do país na geração de empregos com carteira assinada no mês de agosto. O Estado teve um saldo de 12.259 empregos, o que representa um aumento de 0,46% em relação ao estoque de assalariados no mês de julho, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (20), pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

Entre os estados brasileiros, o Paraná ficou atrás apenas de São Paulo, que criou 39.564 postos. No Sul, Santa Catarina criou 8.668 vagas de trabalho e o Rio Grande do Sul, 6.963 postos de trabalho.

Para o secretário do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, Luiz Claudio Romanelli, a economia paranaense continua dando sinais de vitalidade na geração de empregos, como resultado das políticas públicas implantadas pelo governo do Estado. “ Em dois anos e oito meses do governo Beto Richa, o Paraná criou 314.627 empregos. No mesmo período, o Rio Grande do Sul gerou 294.876 vagas e Santa Catarina 222.158. No ano, são mais de 99 mil empregos, número que já supera o total de empregos criados em 2012, que foi de 89.122. São excelentes resultados”, avalia Romanelli

SETORES – Os setores que mais geraram empregos no Paraná em agosto foram serviços, com 4.215 vagas, Comércio, com 3.917 postos de trabalho e a Indústria da Transformação, com 3.327 vagas. Das 12.259 vagas de emprego geradas no Estado em agosto, 10.555 postos foram criados no Interior do Estado. A Região Metropolitana de Curitiba registrou acréscimo de 2.204 empregos formais em relação ao mês anterior (+0,21%).

Os municípios que mais criaram postos de trabalho foram Curitiba, com a geração de 1044 vagas, Maringá com 909 novas vagas , Londrina com 762 postos de trabalho, São José dos Pinhais, com 591 empregos, Casvavel, com 567 e Ponta Grossa, com 549 vagas.

ANO – Nos primeiros oito meses do ano, houve acréscimo de 99.698 postos (+3,86%). Em termos absolutos, foi o melhor desempenho da Região Sul e o terceiro do país, atrás de São Paulo ( 359.308) e Minas Gerais ( 146.672).l.

BRASIL – Em agosto foram gerados 127.648 empregos formais no país, um crescimento de 0,32% se comparado ao mês anterior. No acumulado do ano, o emprego cresceu 2,72%, representando o acréscimo de 1.076.511 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses foram gerados 937.518 postos, uma elevação de 2,36%. Se analisarmos o comportamento do emprego de janeiro de 2011 a agosto de 2013, a elevação foi de 10,54%, com abertura de 4.686.790 postos de trabalho no país.

 

 

Deixe um comentário