Governo do Estado confirmou o lançamento nesta terça-feira (3) do Programa de Apoio ao Cooperativismo da Agricultura Familiar que vai disponibilizar R$ 30 milhões, a fundo perdido, às cooperativas e associações de produtores da agricultura familiar no Paraná. “O governo acerta em apoiar a agricultura familiar. Valorizar os pequenos produtores rurais permite a diversificação das propriedades e fortalece a economia regional”, disse o deputado Romanelli (PSB).

O deputado lembrou que o Paraná tem mais de 300 mil agricultores familiares e o programa vai fortalecer o setor, agregar valor à produção e estender a comercialização dos produtos a outros setores e segmentos. “Além de colocar o alimento na mesa da maioria das famílias paranaenses, a agricultura familiar já está presente em programas estaduais como o Leite das Crianças, alimentação escolar e o Compra Direta, onde os alimentos são comprados pelo Estado e doados às entidades que atendem pessoas em situação de risco social”, disse.

“Com este novo programa, o alimento produzido pelos produtores familiares pode chegar a hospitais, presídios, restaurantes populares e também a outros segmentos do mercado. O programa, além de fortalecer a agricultura familiar, apoia os produtores no campo, com trabalho e renda, formando um circulo virtuoso na cadeia produtiva do estado”, completa.

Alimentação escolar – Romanelli também ressaltou a assinatura do decreto que regulamenta a alimentação escolar orgânica na rede pública estadual. “ É extremamente importante fornecer uma alimentação saudável, com produtos orgânicos e sazonais, para os estudantes das escolas públicas. O programa de alimentação escolar do Paraná vem sendo aprimorado ao longo dos anos e é um modelo para o país”, ressaltou.

Apoio financeiro-Segundo o edital de chamamento público, os projetos serão selecionados conforme ordem de classificação e disponibilidade orçamentária, e terão limite entre R$ 47,5 mil e R$ 420 mil. As cooperativas ou associação deverão ter, no mínimo, dois anos de existência e os projetos devem atender pelo menos 10 agricultores familiares.

O apoio financeiro, conforme o edital, objetiva melhorar os empreendimentos das cooperativas e associações, ampliando a competitividade, acesso a mercados e a melhoria de renda. “O programa também objetiva impulsionar o desenvolvimento das cooperativas e associações, favorecendo capacitações e orientações técnicas nas áreas de organização e gestão coletiva, comercialização, acesso a mercados, apoio ao desenvolvimento de infraestruturas de beneficiamento e armazenagem”.

A seleção e classificação de projetos, segundo ainda o edital, compreende empreendimentos coletivos voltados à agricultura familiar (cooperativas e associações) que receberão apoio financeiro público, de caráter não reembolsável.

Deixe um comentário