fbpx

Paraná tem melhor desempenho na criação de empregos da Região Sul

O Paraná o terceiro Estado que mais criou empregos no País em maio e o primeiro da Região Sul. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgados nesta sexta-feira (21), foram criados em empresas paranaenses 9.713 empregos, aumento de 0,37% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada de abril.

No mês analisado pelo Gaged, Santa Catarina criou 2.404 postos de trabalho e o Rio Grande do Sul, 2.116. Os melhores números ficaram com Minas Gerais (25.916) e São Paulo (22.434). “Em dois anos e cinco meses, o governo Beto Richa criou 287.939 empregos, graças à política de atração de investimentos e à valorização e diálogo com empresários e trabalhadores”, analisou o secretário estadual de Trabalho, Emprego e Economia Solidária, Luiz Claudio Romanelli.

PERÍODOS – Nos cinco primeiros meses do ano, no Paraná, houve acréscimo de 2,9% no nível de emprego, com a criação de 77.224 postos. Nos últimos 12 meses, verificou-se crescimento de 3,09%, com 79.555 novas vagas.

Segundo os dados do Caged, os municípios com mais de 30 mil habitantes que mais criaram empregos no Paraná em maio foram Curitiba (1.860), Cascavel (549), Maringá (518), Foz do Iguaçu (382), Umuarama (340) e Guarapuava (310).

A Região Metropolitana de Curitiba registrou, em maio, acréscimo de 1.326 empregos formais em relação ao mês anterior, crescimento de 0,13%. Foi o segundo melhor desempenho entre as nove regiões metropolitanas pesquisadas, atrás apenas do Rio de Janeiro (3.675). No Interior, foram criados 8.387 postos, um aumento de 0,53%.

O setor de Serviços foi o que mais contratou, registrando saldo de 3.154 postos de trabalho Em seguida, aparece a construção civil (2.345 empregos), a indústria de transformação (2.082 postos) e o comércio (1.383 postos)

BRASIL – Em maio, 72.028 foram empregados no país, representando o crescimento de 0,18% em relação ao estoque do mês anterior. No acumulado do ano, os dados mostram acréscimo de 669.279 empregos (1,69%), nos últimos 12 meses, 1.017.750 postos de trabalho (2,60%).

Deixe um comentário