fbpx

O líder da base de apoio ao governo, deputado Luiz Claudio Romanelli participou nesta quinta-feira ( 19) de duas reuniões para expor à sociedade civil organizada as alterações que serão propostas pelo Governo do Estado na ParanaPrevidência. Pela manhã, Romanelli participou do encontro com os integrantes do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social e à tarde a reunião foi com servidores públicos.

Segundo Romanelli, a proposta que está sendo discutida assegura o equilíbrio atuarial e a sustentabilidade financeira da ParanaPrevidência e reduz a insuficiência financeira do Fundo Financeiro.

“Não haverá qualquer prejuízo aos servidores. A intenção é transferir beneficiários com 73 anos ou mais do Fundo Financeiro para o Fundo de Previdência, gerando uma economia de R$ 140 milhões mensais ao Tesouro do Estado. Depois de amplamente debatido, o projeto será enviado a Assembleia Legislativa em 31 de março. O governo também criará um grupo de trabalho para discutir a questão previdenciária . Entre os assuntos que temos que nos aprofundar estão a capitalização do fundo, a previdência complementar e a idade para aposentadoria”, disse.

Romanelli também frisou que a proposta de mudança na ParanaPrevidência foi analisada com responsabilidade e rigor técnico e atende às exigências do Ministério da Previdência. “ Além disso, as mudanças darão aos servidores uma condição de tranquilidade, já que o fundo de previdência terá assegurada a sustentabilidade de mais 29 anos”, afirmou.

Atualmente, são 21 mil servidores ativos e 18 mil pensionistas que integram o Fundo Militar, 57 mil funcionários e 77 mil beneficiários no Fundo Financeiro e 80 mil ativos e 14 mil beneficiários no Fundo Previdenciário.

“Com a transferência de cerca de 33 mil beneficiários do Fundo Financeiro para o Fundo Previdenciário, haverá uma economia mensal de R$ 140 milhões para o Tesouro do Estado. O Fundo Previdenciário ficará responsável pelo pagamento de 47 mil benefícios e permanecerá capitalizado com R$ 8,3 bilhões”, analisa o líder do governo.