As obras de construção do Centro Educativo Estadual Profissionalizante de Colorado serão retomadas ainda este ano, anunciou o deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB). A construção estava paralisada desde 2014 e o orçamento na época previa R$ 7,6 milhões, recursos do Fundepar (Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional).

“Em 2017, assumi com o prefeito Marcos Mello (PPL) e com os moradores da cidade o compromisso da retomada das obras paralisadas há seis anos”, disse. Cerca de R$ 2,6 milhões já foram pagos, com recursos dos governos federal e estadual.

A obra faz parte de convênio com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). “Essa é uma importante conquista para Colorado e região, que agora se concretiza”, completou Romanelli terça-feira, 1º de setembro.

O deputado adianta, ainda, que a Fundepar finaliza nos próximos dias o trabalho de obtenção de novas licenças e atualização de projetos. Um novo orçamento será feito, já que os preços estão defasados. O procedimento é necessário para que a nova licitação, marcada para esse mês, seja feita e a obra retomada em definitivo.

Profissionalização

Colorado, cidade do Noroeste do Paraná, tem forte vocação agrícola, sobretudo no setor sucroalcooleiro. Romanelli tem acompanha o processo de retomada das obras da escola técnica e disse que a vocação agrícola será fortalecida com a formação e capacitação de trabalhadores em cursos profissionalizantes.

O deputado que coordenou um dos maiores programa de capacitação profissional do Brasil, o Pronatec, disse que a escola técnica é muito importante para preparar os trabalhadores para ocupar as vagas no setor sucroalcooleiro e nas indústrias frigoríficas da região.

As cidades de Colorado, Paranacity e Santo Inácio têm, além da indústria sucroalcooleira, uma forte atuação no agronegócio, com frigoríficos que são propulsores da economia da região.

Além de preparar os trabalhadores para esse segmento, a proposta é de que os cursos da escola técnica também capacitem mão de obra para atuar no curtimento de couro.

“A escola técnica está com 57% da obra concluída. Mas já está confirmada a retomada das obras para setembro. O colégio terá laboratórios, biblioteca, salas de aula, salas de professores e área de esportes, uma conquista para Colorado e região”, informa Romanelli. O colégio técnico pode receber até 1.200 alunos.

Deixe um comentário