fbpx

O secretário estadual de Educação, Renato Feder, apresentou nesta terça-feira, 12, ao deputado Romanelli (PSB) os objetivos da Prova Paraná que será aplicada nesta quarta-feira, 13, para mais de 600 mil alunos da rede pública de ensino. “A prova vai oferecer subsídios aos professores para conhecer e entender melhor o aprendizado de seus alunos e as escolas vão utilizar os resultados para ajudar os educadores”, disse Feder.

“A melhoria do aprendizado passa por avaliações constantes, maior interação professor-aluno e atualização dos educadores. E a Prova Paraná vai cumprir com parte destes objetivos. É mais um instrumento, uma ferramenta, que vai buscar a qualidade do ensino oferecido nas escolas públicas do Paraná”, disse Romanelli.

A prova terá 40 questões (20 de língua portuguesa e 20 de matemática) e será aplicada aos estudantes do 5º ano ao 9º ano do ensino fundamental e do 1º e 3º anos do ensino médio da rede estadual. A duração dos testes é de duas horas, prazo que pode ser estendida em até uma hora para os alunos com necessidades especiais.

Com os resultados, segundo Feder, os núcleos regionais de educação terão um diagnóstico das dificuldades de aprendizagem dos alunos e poderão elaborar planos de ação voltados à melhoria da aprendizagem em apoio às escolas.

Toda a estrutura necessária para a aplicação da prova é fornecida pela secretaria, desde os cadernos de prova até o aplicativo para a correção digital e instantânea. Os educadores também receberão os relatórios gerados pelo aplicativo por e-mail, facilitando a análise posterior dos resultados. As equipes escolares poderão ainda acessar uma plataforma desenvolvida pela Secretaria da Educação (www.provaparana.pr.gov.br/).

Deixe um comentário