Romanelli defende cadeia produtiva do abacaxi de Santa Mônica, entrega ônibus e reinaugura aterro sanitário

O deputado Romanelli (PSB) defendeu nesta quinta-feira, 24, a cadeia produtiva do abacaxi de Santa Mônica, no Noroeste do Estado, e ainda junto com o prefeito Serginho Ferreira (PSDB) entregaram um ônibus, um veículo, equipamentos e reinauguraram o aterro sanitário da cidade. “Santa Mônica é a maior produtora de abacaxi do Paraná, tem mais de 130 hectares plantados, e nós estamos organizando a cadeia produtiva na região porque ainda compramos 98% da fruta consumida no estado. Temos um mercado muito grande para avançar”, disse Romanelli na abertura do “Dia de Campo do Abacaxi”.

O evento, no Distrito de Aparecida do Ivaí, teve palestras de técnicos do Iapar e Ceasa sobre comportamento de variedades e comercialização da fruta – isso pela manhã no centro de eventos. E à tarde, no campo, orientações de técnicos da UEM e Emater sobre manejo de plantas daninhas, tratos culturais e tecnologia de aplicação de defensivos. “A produção de abacaxi se concentra no Norte e Noroeste e a região de Santa Mônica responde por 60% da fruta produzida no Paraná”, afirmou o deputado.

“Parabéns aos produtores rurais de Santa Mônica, pelo empreendedorismo e pela inovação para buscar mercado. Vocês não imaginam a delícia que é esse abacaxi. Juntos com os produtores rurais, vamos organizar a cadeia produtiva porque o abacaxi produzido nesta região é de altíssima qualidade e muito doce”, completa Romanelli.

Entregas – O deputado afirma que o Paraná tem uma economia diversificada e quando Estado, a sociedade e o setor produtivo atuam em conjunto, os resultados aparecem “Em todo canto desse Paraná tem alguém com uma ideia nova para agregar valor ao produtor rural”.

As entregas em Santa Mônica resultaram em um investimento de R$ 467 mil: ônibus para Ação Social (R$ 257 mil), veículo para Conselho Tutelar (R$ 60 mil) e reinauguração do aterro sanitário (R$ 150 mil). “Parabéns ao prefeito Serginho e toda a equipe pelo trabalho que fazem pela cidade e na defesa dos produtores de abacaxi”.

“O município, além de ser o maior produtor do Paraná, tem o abacaxi mais saboroso. A previsão da safra é colher mais de 13 mil toneladas no estado. Os abacaxis da nossa região viajam para longe: desde Curitiba a Porto Alegre e uma boa parte vai para exportação à Argentina”, disse o prefeito Serginho Ferreira.

Deixe um comentário