fbpx

 

30566213725_6d2a255137_zO líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) renovou o apelo às lideranças estudantis e aos estudantes secundaristas que ocupam as escolas públicas para que desocupem os colégios. Ele assegurou a realização de uma audiência pública para debater a reforma do ensino médio.

“É hora de todo nós, com muita consciência, readquirirmos o equilíbrio necessário. A manifestação foi feita, mas tudo na vida tem uma hora de parar. Nesta quarta-feira (26) haverá uma assembleia estadual que é promovida pela União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (Upes). O momento é para que os adultos reflitam e, responsavelmente, amparem os jovens na tomada das decisões. E mais do que tudo decidir, como mais de 90 escolas já fizeram, por meio da convocação do conselho escolar, sobre a desocupação das escolas”, disse.

Romanelli lembrou que desde a primeira ocupação, a Secretaria Estadual de Educação (Seed) manifestou sua grande preocupação, fez alertas a toda a comunidade escolar e pediu atenção do Conselho Tutelar, do Ministério Público e das famílias sobre os riscos das ocupações.

“O ambiente escolar não pode permitir e não serve para estas manifestações da forma como estão sendo feitas. Deixar jovens estudantes, menores de idade, de 14, 15, ou até mesmo13 anos – como são alguns casos – por eles mesmos, sem o acompanhamento de pessoas adultas”, afirmou o deputado.

De acordo com Romanelli, as ocupações sem as presenças dos diretores, dos professores e dos pedagogos, são o combustível para que a vulnerabilidade do jovens fique aflorada. “Infelizmente, aconteceu a tragédia com a morte de um jovem de 16 anos, o aluno Lucas Eduardo Araújo Motta. Os riscos permanecem porque os adolescentes permanecem nas escolas, vulneráveis. Esta crônica não pode se repetir”, analisou.

O líder do governo disse que pretende retomar as negociações com a APP Sindicato para encerrar a greve dos professores. “Nesta terça-feira (25) pela manhã, juntamente com o deputado Professor Lemos, fizemos uma reunião com a APP. Vou propor ao deputado Rossoni, chefe da Casa Civil, a retomada das negociações. Confio que através do diálogo poderemos encontrar uma solução. Só o diálogo constrói uma relação forte e duradoura entre pessoas diferentes. Diálogo não é com quem pensa igual, é quem pensa diferente”, pontuou Romanelli.