fbpx

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Luiz Claudio Romanelli, destacou nesta quarta-feira (06), a experiência e o perfil técnico da professora Ana Seres Trento Comin, anunciada pelo governador Beto Richa, como a nova secretária da Educação do Paraná. Para Romanelli, o currículo de Ana Seres “é extremamente capacitado para o exercício da função”.

O deputado lembrou que a nova secretária é professora da rede estadual há 40 anos e já desempenhou funções como a chefia do Núcleo Regional de Educação em Pato Branco e a superintendência da secretaria de Educação. “É uma pessoa bem articulada para o cargo, pois tem um currículo, uma história, tem sensibilidade para poder se relacionar com as pessoas. Acredito que do ponto de vista da política pública, a nomeação dela é um ganho para a área da educação”, disse o deputado.

Segundo o líder do governo, a educação é a principal área que o Estado tem para tratar no momento. “Não só pela importância que ela tem para a sociedade, mas também pelo clima que está, pois há um conflito na relação do diálogo com os representas da categoria e temos que dialogar para que a sociedade, como um todo, não seja mais prejudicada”.

Entre os pontos que devem ser discutidos nos próximos meses, inclusive na Assembleia Legislativa, estão o Plano Estadual de Educação, a Lei de Diretrizes e Bases e a melhora dos indicadores da educação no Estado. “Iremos aprofundar estes temas para que possamos medir a eficiência do trabalho que está sendo realizado. Acredito que uma secretária de educação que tenha a capacidade de fazer esta articulação, haverá boas mudanças”, frisou Romanelli.

Diálogo –  A nova secretária reafirmou que o retorno imediato das aulas é fundamental para o cumprimento do ano letivo. “Quero colocar em prática o que eu aprendi com os professores dentro das salas de aula”.

Ana Seres pediu voto de confiança e fez um apelo aos profissionais da educação. “Quero contar com a confiança de todos os professores, alunos e pais do Paraná. Vamos trabalhar com integração e diálogo para mostrar que é possível, não apenas sonhar, mas também executar um ensino de qualidade”, afirmou.