fbpx

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB), esteve reunido hoje (16), com a direção de 12 sindicatos que representam os servidores das universidades estaduais. A reunião ocorreu na Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) e contou com presença do secretário Prof. João Carlos Gomes e do deputado Tercilio Turini, da Comissão de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Foi reafirmada a importância do diálogo para a retomada das atividades nas universidades e estabelecida uma mesa de negociação permanente entre os sindicatos, a Seti e a Liderança do Governo na Assembleia Legislativa, para tratar de assuntos relacionados ao Sistema Estadual de Ensino Superior.

“É mais uma etapa de um amplo processo que estamos promovendo entre o governo, o Legislativo e os servidores. Neste caso, foi elaborado um termo de compromisso em relação àquilo que o governo pretende para que possamos voltar à normalidade acadêmica e administrativa”, disse Romanelli.

Entre os principais pontos que constam no documento estão a nomeação de docentes e agentes universitários de todas as universidades, com processos em trâmite (substituição), até o final de julho. São 252 docentes e 426 agentes universitários, de concursos já realizados para vagas de reposição.

“Estamos sempre prontos para o diálogo. Queremos encontrar uma solução para que as universidades possam retomar as suas atividades e para isso estamos reafirmando o compromisso com algumas questões específicas e importantes para as instituições de ensino superior”, disse o secretário João Carlos Gomes.

No termo de compromisso ficou garantido ainda que, havendo o retorno às atividades acadêmicas e administrativas nas universidades estaduais, o Governo do Estado se dispõe ainda a retirar as ações das greves ajuizadas contra os Sindicatos Mistos e dos Docentes que representam os servidores das instituições, assim como a cobrança de qualquer multa.

Consta ainda que, havendo a reposição de aulas e dos dias letivos, mediante a apresentação de um novo Calendário Acadêmico, não haverá desconto de faltas.