O deputado estadual Luiz Claudio Romanelli (PSB) lamentou a morte da irmã Josefa Naconeczny, de Ribeirão do Pinhal. Conhecida como irmã Joseane, a religiosa é mais uma vítima da Covid-19. “A irmã Joseane foi uma mulher que dedicou a vida ao próximo. Zelosa pela vida de oração e bastante dedicada no serviço aos pobres, sobretudo às crianças, dedicou-se aos mais necessitados. Possuía um espírito de liderança e fazia tudo com alegria e muito amor”, disse o deputado.

Romanelli apresentou nesta quarta-feira, 28, Voto de Pesar pela morte da religiosa, que marcou a vida de muitas pessoas em Ribeirão do Pinhal. Em homenagem a ela, moradores da cidade fizeram uma carreata, em despedida e agradecimento à mulher que, na vida comunitária, era disponível, comprometida com a Companhia das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo.

Trajetória

Irmã Josefa Naconeczny nasceu em Laranjeiras do Sul, Paraná, em 7 de maio de 1939. Ingressou na Companhia das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo, em 13 de dezembro de 1957. Foi enviada em missão em 6 de dezembro de 1958, emitindo os Votos pela primeira vez em 25 de dezembro de 1962.

Irmã Joseane serviu os pobres em Imbituva, Toledo, Laranjeiras do Sul, Campo Mourão, Curitiba, Apucarana, Rio dos Cedros, Araucária e Ribeirão do Pinhal, onde dedicou grande parte de sua vida às crianças e adolescentes da Creche Cantinho da Amizade. Vítima de Covid-19 faleceu no Hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba. Ela dedicou 64 anos ao serviço do Evangelho, atendendo os pobres em todas as localidades por onde passou.

Deixe um comentário