O governador Ratinho garantiu nesta segunda-feira, 26, ao deputado Romanelli (PSB), prefeitos e lideranças do Noroeste, o repasse de R$ 19,6 milhões para mobiliar e equipar o Hospital Regional de Paranavaí. O hospital está pronto, será administrado pela Santa Casa de Paranavaí, mas ainda faltam móveis, equipamentos e contratação de pessoal. “É uma unidade hospitalar muito importante para região e vai atender 28 cidades do Noroeste que vão ter um atendimento de saúde mais qualificado e digno. São mais de 260 mil pessoas que moram na região”, disse Romanelli durante reunião no Palácio Iguaçu. 

Ratinho Junior anunciou ainda um plano de irrigação agrícola para a região. O plano da Secretaria Estadual de Agricultura será desenvolvido em parceria com a Fomento Paraná, BRDE, Copel e Sanepar. A apresentação do programa será no dia 12 de setembro, em Paranavaí. “Fizemos uma reorganização financeira, por meio da Secretaria da Saúde, para atender esse investimento na Santa Casa de Paranavaí. Isso vem ao encontro da política de regionalizar a saúde no Paraná”, afirmou Ratinho Junior. “
O secretário da Saúde, Beto Preto, explicou que já foram R$ 20 milhões na construção e agora mais R$ 19,6 milhões para equipar o hospital.

“Averiguamos todos os procedimentos, antes de elaborar um novo plano de trabalho. Nos próximos dias autorizaremos a compra desses novos equipamentos”, disse.

O hospital terá 126 leitos – 102 do SUS e destes, 13 serão de UTI. “Tenho certeza que vai transformar a realidade da região, Mas não adianta disponibilizar recurso novo para entregar um serviço velho. Precisamos ampliar a oferta, fazer cirurgias eletivas, por exemplo”, afirmou Beto Preto. Para o custeio será necessário mais R$ 1 milhão por mês.

Além de Romanelli, participaram da reunião os prefeitos Rozinei de Oliveira (Querência do Norte) e Fran Boni (Santa Cruz de Monte Castelo); o ex-prefeito de Paranavaí, Rogério José Lorenzetti; além de lideranças e políticos da região. “As três pautas de hoje – investimento na Santa Casa, plano de irrigação  e a ponte ligando ao Mato Grosso do Sul – são de extrema importância ao desenvolvimento do extremo noroeste do Paraná”, disse Fran Boni. 

Deixe um comentário