fbpx

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB)defende a criação, na rede de Agências do Trabalhador de todo o Estado do Programa de Apoio ao Trabalhador. “ Os trabalhadores autônomos serão cadastrados nas agências do trabalhador de suas cidades. O programa vai divulgar e facilitar o encontro entre quem oferece serviços e quem precisa de um profissional para executar trabalhos de pedreiros, marceneiros, carpinteiros, eletricistas, garçons, músicos, cozinheiras, doceiras. O programa vai aumentar a renda destes profissionais ao mesmo tempo em que atende a demanda destes serviços na comunidade local”, diz Romanelli,

“Os trabalhadores autônomos representam uma parcela muito importante da nossa economia. Vamos facilitar o acesso ao mercado desses profissionais, mas antes vamos deixá-los mais capacitados e preparados, através de um conjunto de ações que unem o setor público e privado. Essa deve ser uma política progressiva e constante”, diz o deputado, que foi Secretário do Trabalho, Emprego e Economia solidária por três anos e meio.

Gestor Nota 10

Romanelli também defende a criação do Programa Gestor Nota 10, inciativa que visa conceder crédito aos pequenos e médios empresários que participarem de um programa de formação de empreendedores.“Os empreendedores do Paraná terão acesso linhas de crédito com juro zero, desde que frequentem cursos de capacitação, a serem ofertadas em parceria entre a Secretaria do Trabalho e instituições como o Sebrae e o Instituto Tecnológico Federal em todo o Paraná, explica.

O programa prevê a capacitação dos empreendedores paranaenses e vai abordar temas para as demandas do empreendedor como: identificação de custo do produto, fluxo de caixa, controle de qualidade, gestão de vendas, gestão de estoque, gestão de site, comércio online, entre outros temas que visem a dinamização do negócio evitando a morte de empreendimentos por ausência de capacidade de gestão. Cada tema consiste num módulo. A somatória dos módulos, aliado a elevação de escolaridade, levará o empreendedor à certificação do seu conhecimento, podendo ser certificado, tanto em nível secundário, como em nível superior na área tecnológica, destaca a proposta.

romaformatura (1)

Deixe um comentário