O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) apresentou nesta segunda-feira, 13, projeto de lei que reconhece a utilidade pública da Associação Laura Fressatto de Apoio à Saúde, de Curitiba. “A associação torna os serviços de saúde, públicos ou privados, mais eficientes, com a utilização de meios digitais capazes de oportunizar condições mais adequadas ao atendimento dos serviços de assistência à saúde”.

O Instituto Laura Fressatto elabora ações, programas e projetos relacionados à assistência da saúde para melhorar e tornar mais eficiente os serviços do setor no país ou no exterior.

Segundo o deputado, o trabalho é feito por teleatendimento e plataformas digitais para hospitais sem fins lucrativos. “A associação também realiza serviços de treinamento, capacitação, educação continuada e cursos livres, com a adoção de ações, programas ou projetos digitais aplicáveis a hospitais”, acrescenta Romanelli.

Dados

A inteligência artificial lê as informações dos pacientes e emite alertas que são enviados a cada 3,8 segundos à equipe assistencial e sinaliza o quadro de pacientes com riscos de deterioração clínica.

A partir da análise de um grande volume de dados, em questão de microssegundos, o algoritmo de machine learning detecta padrões e determina com alto grau de confiabilidade as chances de um resultado favorável ou desfavorável ao evento analisado, de forma muito semelhante ao processo de dedução dos humanos.

“Com o uso da tecnologia, a associação empodera as equipes assistenciais para tomarem decisões mais assertivas, salvar vidas e gerar economia de custos aos hospitais”, disse Romanelli.

Deixe um comentário