fbpx

A Secretaria do Trabalho capacitou, nesta terça-feira (17), 41 agentes públicos que irão executar o Programa Jovem Aprendiz nas Agências do Trabalhador em todo o estado. “Essa é a segunda turma que está recebendo orientações sobre legislação, cadastramento de empresas, termo de comprometimento e execução do programa. Nosso objetivo é até o final do ano capacitar agentes das 220 agências”, explica Ângela Carstens, coordenadora da Divisão de Intermediação de Mão e Obra.

A juventude no mercado de trabalho do Paraná foi o tema principal do treinamento. O economista Juliano Antonio Rodrigues Padilha, do Departamento de Gestão do Sistema Público de Trabalho, Emprego e Renda, fez uma análise dos jovens no mundo do trabalho. “Analisamos as características, os setores da atividade econômica em que atuam, a remuneração real, tendências e a migração dessa população jovem que estão trabalhando e os que ainda não ingressaram no mercado de trabalho”, explicou.

O economista disse também que a análise do comportamento do jovem no mundo do trabalho ajuda os agentes a identificarem em seus municípios quem são esses jovens, o que fazem, o que buscam, quantos são. “Com essas informações facilita um pouco mais o trabalho das pessoas que atuam nas agências do trabalhador e que fazem o trabalho de inclusão do jovem no mundo do trabalho”, destacou.

Como participar – os jovens entre 14 a 24 anos, que estejam matriculados e frequentando a escola, caso não tenham concluído o Ensino Médio, e inscritos em um Programa de Aprendizagem, devem ir até a Agência do Trabalhador mais próxima com os documentos pessoais e fazer o cadastro. Os empregadores também precisam entrar em contato com a Agência do Trabalhador para fazer a abertura da vaga e a possível contratação do jovem, sob orientação do agente.

Adolescentes entre 14 e 18 anos têm prioridade na contratação. Se o aprendiz é uma pessoa com deficiência não há limite de idade para participar.

Programa – É uma aprendizagem técnico-profissional que prevê a execução de atividades teóricas e práticas, sob a orientação de entidade qualificada nesse tipo de formação metódica, com público-alvo; período de duração; carga horária teórica e prática; acompanhamento; avaliação e certificação específica.

Deixe um comentário