fbpx

Salário Mínimo Regional completa 10 anos em 2015 e se consolida no Paraná; “É uma conquista que se consolida porque atende mais de um milhão de trabalhadores”, diz Romanelli

 

2703-romanelli2

 

          O deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB) destacou nesta quinta-feira, 27, que o salário mínimo regional é uma conquista dos trabalhadores paranaenses que completa 10 anos já em 2015. “Garantimos para 2015, em acordo entre trabalhadores e empresários, que o salário mínimo regional terá reajustado permanente pela variação do INPC no acumulado de 12 meses mais a taxa de crescimento do PIB do ano anterior”, disse Romanelli.

         Ex-secretário do Trabalho do Paraná, Romanelli acompanhou o governador Beto Richa (PSDB) na assinatura da mensagem encaminhada a Assembleia Legislativa que reajusta o piso regional de 2014 em 7,35%, com variações em quatro faixas entre R$ 948,20 a R$ 1.095,60. “É uma conquista que se consolida porque atende mais de um milhão de trabalhadores no Paraná, justo aqueles que não têm convenções nem acordos coletivos de trabalho”, disse.

          Na Assembleia, lido no plenário, o projeto de lei segue às comissões legislativas e depois será votado pelos deputados. O novo piso entra em vigor dia 1º de Maio e será aplicado em quatro faixas salariais. “O projeto sempre é votado por unanimidade, sem qualquer problema, num entendimento de todos os deputados”, disse Romanelli.

          FAIXAS SALARIAIS — O novo reajuste prevê ao primeiro grupo (trabalhadores agropecuários, florestais e da pesca), o salário de R$ 948,20. O segundo grupo (trabalhadores de serviços administrativos, reparação e manutenção, domésticos e gerais e vendedores), o mínimo regional passa a ser e R$ 983,40. Aos profissionais da produção de bens e serviços industriais, que compõem o terceiro grupo, o salário foi reajustado para R$ 1.020,80. Já o quarto grupo, composto por técnicos de nível médio, o novo piso do salário mínimo regional será de R$ 1.095,60.

          “O reajuste salarial é a continuidade de uma política importante do Paraná na área do trabalho e emprego. Com este acordo inédito temos um avanço importante, porque também foi incluída na discussão a agenda do trabalho decente, muito importante porque envolve a vida de todos os trabalhadores”, disse Romanelli.

          O deputado ainda destacou que os avanços do piso regional também contribuem aos recordes de criação de emprego no Paraná. Números do Caged, do Ministério do Trabalho, apontam que o Paraná criou 341.393 empregos com carteira assinada entre janeiro de 2011 e fevereiro de 2014. Foram criados 125.807 postos de trabalho em 2011; 89.251 em 2012 e 88.413 em 2013. Em janeiro de 2014, foram criados 11.991 empregos e, em fevereiro, 25.612.

          “Acompanhei de perto, junto, todas as transformações positivas geradas pelo salário mínimo regional do Paraná. E nos últimos três anos na Secretaria do Trabalho, também num esforço conjunto e coletivo, estamos avançando também na qualificação do trabalhador, gerando mais renda e mais riqueza aos paranaenses”, disse Romanelli.

2703-romanelli1

Deixe um comentário